Aliados de Temer no Congresso temem delação de Geddel

A expectativa é que o Supremo Tribunal Federal libere a denúncia contra Temer nesta quarta e a encaminhe ao Congresso ainda nesta semana.

De acordo com o BuzzFeed News, líderes da Câmara evitaram declarações oficiais sobre os reflexos de uma delação de Geddel na segunda denúncia contra Temer. Em conversas informais, afirmam que a única forma de o governo ser derrotado é no caso de o ex-ministro delatar crimes envolvendo o presidente.

Além de Geddel e sua tentativa de delação, o governo tem recebido informações dúbias sobre um outro acordo. O irmão do ex-ministro, deputado Lúcio Viera Lima, que também será investigado no episódio dos R$ 51 milhões, não aparecia em Brasília até esta terça-feira.

Quando questionado sobre uma possível delação, Lúcio nem confirma e nem descarta, diz somente que Geddel e seus advogados estão cuidando da defesa.

O medo dos parlamentares é que caso Geddel delate e Temer seja afastado, não será possível aprovar a reforma da previdência.

Apesar disso, os aliados apostam que os novos critérios de Raquel Dodge no Ministério Público Federal, evitem que uma delação seja fechada nos próximos meses, garantindo a sobrevida do governo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *