Barbosa diz que Temer deveria ter ‘honradez’ de renúncia e descarta candidatura

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou que o presidente Michel Temer deveria ter a “honradez” de sair da Presidência, após a divulgação das gravações da JBS. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Barbosa afirmou que não há parâmetro de comparação entre a gravidade de tais fatos e aqueles que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff. “Nosso país foi sequestrado por um bando de políticos inescrupolosos que reduziram nossas instituições a frangalhos. Em nenhum país do mundo um chefe de governo permaneceria um dia sequer no cargo depois de acusações tão graves quanto aquelas que foram feitas contra Temer. O Brasil entrou numa fase de instabilidade crônica, da qual talvez só saia em 2018”, observou o ex-ministro. Barbosa disse ainda que não será candidato à Presidência da República no pleito do ano que vem, embora perceba “que há esse potencial”. E ainda sobre eleições, Barbosa avaliou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não deveria ser candidato, porque racharia ainda mais o país. Na avaliação do jurista, Lula está em idade de usufruir da vida e do dinheiro que ganhou com suas palestras. O ex-presidente da Corte ainda classificou como “golpe brutal” a tentativa de imposição do parlamentarismo, motivada para angariar perpetuação no poder. Na entrevista, Barbosa disse considerar importantes as reformas trabalhista e da Previdência, mas não com a visão ultraliberal que se quer implantar. “É muito grave que estejam sendo conduzidas por um governo que não foi respaldado pelo voto”, afirmou, lembrando que a crise interna do país tem fragilizado sua imagem internacional.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *