Edílson Capetinha não comparece em audiência trabalhista; bens podem ser leiloados

Também envolvido em processos trabalhistas, o ex-jogador de futebol baiano, Edílson Silva Ferreira, o Edílson Capetinha, e a defesa dele não compareceram na audiência realizada nesta quinta-feira, 14, no Tribunal Regional de Trabalho (TRT-BA), no bairro do Comércio, em Salvador.

Conforme informações do diretor de Coordenadoria de Execução e Desapropiação do TRT-BA, Rogério Fagundes, a audiência desta quinta seria uma tentativa de conciliação. “Já que  não compareceram e não houve acordo, a sessão foi encerrada pela juíza, onde a mesma julgará o processo”, explicou.

Dívidas

Ainda segundo o representante do TRT-BA, o valor das dívidas chega a aproximadamente R$ 8,5 milhões e, a depender da decisão da magistrada, os bens do ex-jogador que encontram-se penhorados pela Justiça poderão ser leiloados para quitação dos débitos,  mesmo o valor das dívidas sendo superior ao das penhoras.

Fagundes informou à equipe de reportagem do Portal A TARDE que apartamentos de Edílson,  localizados no bairro do Itaigara e Costa Azul, em Salvador, casas em Guarajuba , em Brotas, e um automóvel,  são algumas propriedades que estão em execução.

Além de Capetinha, sua ex-esposa e também ex-sócia, está envolvida no processo trabalhista. “A ex-esposa dele compareceu à audiência e ofereceu uma proposta de R$ 600 mil para ser excluída do processo, mas foi negada pela justiça”.

Questionado sobre se a defesa pode recorrer da decisão da Justiça, Fagundes informou que sim. “Sempre há brechas para recursos, mas chegará um momento que não caberá mais”, afirmou.

A reportagem entrou em contato com o advogado de defesa de Edílson, Eduardo Pereira, mas este não pôde se pronunciar no momento. 

*Sob a supervisão da editora-coordenadora Iloma Sales

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *