Falôôôô: A Opinião de Jota Jota: DEPOIS DAS CONFUSÕES, UM BOM JOGO.

Não fora um clássico com paz total, o primeiro tempo de Vitória e Bahia fora um tanto tumultuado, mais pela falta de uma ação disciplinar do árbitro potiguar Caio Max, este deixou o jogo ficar violento, aceitou passivamente as reclamações e rodinhas, quando tentou segurar a partida cometera um erro crasso, o que deixou o Bahia com 10 homens a 20 minutos do primeiro tempo, mas também não expulsou Hernani que agrediu David violentamente por trás, e que acabou levando a pior, deixou o gramado com suspeita de fratura. Depois da expulsou a adrenalina começou a baixar, embora no intervalo jogadores e perus se estranharam muito na saída para os vestiários. Mas o time treinado por Guto Ferreira, começou melhor, mais bem armado e distribuído em campo, marcando saída de bola, e por isso acabou abrindo o marcador a 5 minutos, Edson aproveitou a cobrança de escanteio e acertou uma bela cabeçada, sem chances para Fernando Miguel. Mas a fatalidade de Hernani, e a infantilidade de Gustavo que o substituiu, acertando uma cotovelada em Kanu, estando a apenas 1 minuto em campo, levou-o ao chuveiro mais cedo. Volto a dizer, lance para cartão amarelo tal como outras faltas iguais na sequência da partida, mas a decisão foi para voltar a ter as rédeas do jogo, o que não pé certo. Com isso o Vitória cresceu em campo, conseguiu o gol de empate com Euller depois de uma bola mal rebatida por Lucas Fonseca, daí por diante o Bahia se reorganizou com a entrada de Zé Rafael e a saída de Régis, no momento Guto fora muito criticado, mas não pe que ele conseguiu reequilibrar o jogo, o segundo tempo mesmo com um homem a menos, o Bahia conseguiu se defender e jogar, levou alguns perigos ao gol de Fernando Miguel. Argel promoveu algumas mudanças, mas que não surtiram o efeito desejado, voltando a ser criticado nas arquibancadas como de outras vezes, e mais uma vez o fato derrubou o argumento, seu time anota o segundo gol, vence o seu mais direto adversário, reverte a vantagem para o jogo de volta, e o torcedor tem que engolir o treinador com suas falácias e arrogâncias. Não entendemos o caso Kieza, cantado em versos e prosas para ficar no banco de reservas, na hora da onça beber água, é retirado da relação por problemas físicos. Ei por favor desliguem a esteira que eu quero descer, ninguém viu que o moço ainda não esta perfeito fisicamente? Deixem lá viu, as coisas no Barradão estão acontecendo como passe de mágica. Pelo lado do Bahia, Guto “Gordiola” Ferreira tirou Juninho deixando Renê Junior, que foi muito bem na partida, cumpriu o que lhe fora determinado sendo um dos destaques no time tricolor. A pressão do Bahia no final dom jogo, se assemelhou muito ao segundo tempo do primeiro BA VI, onde também atuou com apenas 10 homens. A paz fora quebrada dentro de campo pelos próprios artistas do espetáculo, o que não fora um bom exemplo para as arquibancadas. Agora o Vitória no domingo, joga pelo empate, enquanto o Bahia precisa de m triunfo simples, em caso de triunfo do Bahia pela diferença de 1 gol, mas com o Vitória fazendo também na casa do adversário, faz-se as somatórias e cumpre-se o regulamento. A classificação para a final da Lampions Liague está totalmente aberta, desta feita será o rubro negro a sofrer com a presença de uma torcida só, a da Bahia vai lotar a Arena, tenho certeza de que teremos mais de 28 mil tricolores empurrando o seu time. Resta esperar para se saber quem vai estar com a unha mais comprida para galgar a parede da classificação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *