LAVA JATO: Moro condena ex-ministro Antonio Palocci a 12 anos de prisão

O ex-ministro Antonio Palocci (PT) foi condenado nesta segunda-feira (26/6), a 12 anos e dois meses de prisão em regime fechado, pelo juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Palocci foi ministro da Fazenda, no governo Lula, e da Casa Civil, na gestão de Dilma Roussef, ambos do PT.  É a primeira condenação dele na Lava Jato.

Palocci está preso desde setembro passado, quando foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por participação em um esquema de corrupção envolvendo a empreiteira Odebrecht, com contratos de sondas com a Petrobras. Ele negocia um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato.

O ex-ministro ainda terá de pagar mais de R$ 1 milhão em multas, que foram definidas por Moro na sentença. Desse valor, R$ 466 mil são referentes ao crime de corrupção e R$ 559,8 mil à lavagem de dinheiro. A defesa de Palocci, pediu a absolvição de seu cliente em alegações finais ao juiz.

No mesmo processo, também foram condenados Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira; o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura; e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *