Leão nunca venceu um grande paulista fora pelo Brasileiro; hoje tem São Paulo

Um visitante pra lá de agradável. Assim tem sido o Vitória quando joga na casa dos grandes clubes de São Paulo no Brasileirão. Fora de seus domínios, o rubro-negro nunca venceu nenhuma das quatro maiores equipes paulistas na história da Série A. Acabar com esse tabu é a missão de hoje do time comandado por Vagner Mancini. Às 19h30, o Vitória enfrenta o São Paulo, no Morumbi.

O Vitória disputou a Série A pela primeira vez em 1972. De lá pra cá, disputou 63 jogos fora de casa contra Palmeiras, Santos, Corinthians e São Paulo. Amargou 47 derrotas e 16 empates. No quesito gols, o número também é alarmante. O Leão lamentou 140 gols e marcou 46.

Especificamente contra o adversário de hoje, o Vitória disputou 15 partidas fora de casa, uma na Arena Barueri e 14 no Morumbi, palco do próximo jogo e do último confronto entre as equipes. No dia 10 de agosto de 2014, o tricolor paulista venceu por 3×1. Treinados por Muricy Ramalho, Alexandre Pato (duas vezes) e Alan Kardec garantiram o placar. O Vitória era comandado na época por Jorginho e diminuiu com o zagueiro Kadu.

Essa foi uma das 13 derrotas do Leão para o São Paulo. Fora de casa também foram registrados dois empates, ambos no Morumbi. Em 1989, o Vitória era treinado por João Francisco e empatou em 0x0. Em 1994, o técnico era Fito Neves e a partida terminou em 2×2. No total, o Vitória soma 13 gols fora de casa contra o time paulista na Série A. Sofreu 39.

Tão importante quanto encerrar o tabu que já dura 44 anos é o time de Vagner Mancini acabar, por tabela, com o jejum atual. O Vitória ainda não venceu fora de casa clube de nenhum estado nesta edição da Série A. Perdeu para Santa Cruz (4×1) e Flamengo (1×0) e empatou com América-MG e Botafogo (ambos por 1×1). Dos 12 pontos disputados em campo adversário, abocanhou apenas dois.

A fragilidade como visitante deixa o Vitória em 13º lugar na tabela de classificação, com nove pontos, ainda sem se firmar no Campeonato Brasileiro. “A gente precisa parar de oscilar fora de casa e encontrar o equilíbrio pra conseguir os resultados. A gente vem empatando, mas precisamos vencer fora de casa também”, afirmou o atacante Kieza, que trocou o São Paulo pelo Vitória em março.

Confirmado no ataque rubro-negro ao lado de Marinho e Dagoberto, Kieza alerta para a qualidade do camisa 10 adversário. “Ganso é um cara que decide com o toque, então a gente não pode dar espaço, é um cara que sabe encaixar muito bem o passe. Não pode dar brecha”.

Escalação
Vagner Mancini comandou o último treino ontem pela manhã, debaixo de chuva no Barradão, e viajou à tarde com o time definido. A única novidade está no meio-campo.

O meia Flávio, que passa bem após a concussão cerebral sofrida durante o jogo contra o Botafogo, domingo, está fora da partida de hoje por recomendação médica. Tiago Real será titular.

O resto do time tem Fernando Miguel, Norberto, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Willian Farias; Dagoberto, Kieza e Marinho.

Leandro Domingues, com um desconforto muscular, e o volante Marcelo, com edema no tornozelo, também não viajaram. Assim, o banco de reservas rubro-negro no Morumbi terá Caíque, Kanu, Euller, José Welison, Alípio, Vander, Yan e Nickson.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *