Médica é baleada e socorrida por supostos traficantes após entrar por engano em favela

Uma médica passou por um grande susto enquanto passava por uma localidade no Rio de Janeiro. Por conta de um aplicativo, Klayne Moura Teixeira de Souza entrou por engano dentro da favela da Maré, na manhã desta quarta-feira (26) e foi baleada em um dos braços.

A mulher acabou sendo socorrida por supostos traficantes da região para uma Organização Não Governamental (ONG) que funciona na comunidade. Depois disso, a médica foi encaminhada para o Hospital Miguel Couto e, segundo o jornal Extra, segue em estado estável.

Ainda não se sabe com exatidão qual foi o aplicativo utilizado pela moça. Seu pai, Francisco Teixeira, alega que a médica usava o “Google Maps”, já a Polícia Militar afirma que o aplicativo era o “Waze”.

Ainda de acordo com o jornal, a mulher estava indo ao Detran, que fica no Centro da cidade, mas entrou em uma rua errada e saiu em frente a um grupo de traficantes armados. A médica acelerou e tentou fugir, quando foi baleada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *